A música popular portuguesa, carinhosa – ou desprezadamente – apelidada por pimba sempre procurou buscar influências no melhor que acontece no mercado. Será que houve uma altura em que estiveram a par e par com as tendências internacionais?